quarta-feira, 29 de junho de 2011

O Palhaço que perdeu a graça


Tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu...
Pois é ontem foi um dia em que eu acordei bem, o sono foi bom, o edredom quentinho, a manhã com um friozinho gostoso.
Enfim tudo estava indo na mais tranquila paz, quando de repente aquela notícia azeda que eu não precisava saber chega aos meus ouvidos.
Eu levo um tempo para compreender, em que momento eu deixei de compreender as pessoas?
Quando foi que as pessoas ficaram tão estranhas?
Então, eu não quero pensar mais no mal, na decepção, na dor que uma notícia ruim pode me causar e fico tentando esquecer.
Eu não consigo esquecer, na realidade talvez eu não queria mesmo esquecer.
Então o que fazer com a dor? Com a surpresa desagradável?
Transforma-la!
Pois é eu olhei para esta dor e fui devagar dando forma a dela saiu um palhaço sem graça, cansado da festa, da maquiagem...
Por essas que as vezes eu perco a graça e você?

Um grande abraço a vocês!

Um comentário:

Daniela Cupertino disse...

olhar uma figura de um palhaço triste, o coração chega a doer!