quinta-feira, 16 de junho de 2011

Ritualize-se



Toda mulher precisa de um espaço ritual.
Ok, os homens também precisam, mas eu falo por mim pela realidade que vivo, a realidade do universo feminino.
E afirmo toda mulher precisa de um espaço ritual, seja ele para descançar, para soltar as bruxas, para se amar, para libertar seu ódio, para buscar a mudança, para se embelezar, para se montar ou desmontar.
Toda mulher precisa ritualizar sua relação com ela mesma, com o feminino, com o direito de ser feminina.
Restabelecer o contato consigo e com as outras mulheres, quando nos unimos, nos acolhemos e nos permitimos sermos amigas, confidentes, ouvintes e falantes, estamos reatando os laços ancestrais.
Quando a mulher se unia a Terra, tendo os seus ciclos diretamente ligados a natureza, as fases da Lua, as estações, reconhecendo em si, no seu corpo a conexão com o divino e com o natural.
Eu encontrei o meu espaço Ritual no Ateliê Expressivo para Mulheres no Instituto Arcana encontrei lá um espaço de acolhimento, compartilhamento e conhecimento.
Como está sendo bom, claro que nem sempre é fácil restabelecer conexões que por tanto tempo são negligenciadas e muitas vezes até negadas.
E eu agradeço muito a Anasha Gelli, arteterapeuta que me conduz nesta viagem.
Agradeço pelo acolhimento neste espaço ritual, que despertou em mim a importância de ritualizar o ser feminino, o ser Eu, o olhar para mim...
Obrigada Anasha por me oferecer o espelho, onde eu estou olhando e brincando de descobrir todos os dias um pouco mais de mim.
Eu ando me ritualizando, respeitando os meus momentos, me reapresentando a mim, redescobrindo minha conexão com a terra, as plantas, a lua, o sol, sonhos, pesadelos, o medo e a coragem...
Agora o meu altar ritualístico está em mim e vai comigo onde eu for.
Redescobrir quem eu sou me faz descobrir o mundo.
Por essas e outras que eu tenho achado viver tão bonito.
Um beijo a todas e todos.

2 comentários:

Anasha Gelli disse...

Querida Ju, me emocionei muito com seu texto e principalmente com seu processo. Agradeço muito por poder compartilhar contigo toda a força do feminino em nós. Namastê. Anasha

JULIANA GERMANO FARIAS disse...

Não me agradeça ainda, porque eu espero que está viagem ao centro da minha terra mágica (risos) esteja só começando e creio que ainda vamos compartilhar muitos momentos de descobertas, encontros e reencontros com a força do feminino em nós. Beijo grande.
Namastê